Descoberta a fórmula da cerveja do Egito faraônico

A empresa japonesa do setor cervejeiro "Kirin Brewery" anunciou neste sábado ter descoberto a fórmula da cerveja bebida no Egito faraônico, através de uma receita descrita nos afrescos de túmulos com 4 mil anos. Um comunicado da empresa revela que a cerveja, castanha escura, tinha um forte gosto amargo e um grau alcoólico de cerca de 10%. As cervejas atuais têm entre 4,5% e 5,5% graus de álcool. "A bebida contém pouco gás carbônico e não apresenta espuma", diz o comunicado. A empresa destaca a quantidade mais acentuada de ácido lácteo comparativamente às cervejas modernas. A receita foi extraída dos murais de túmulos datados entre 2.650 e 2.180 a.C. A "Kirin Brewery" já anunciou ter a intenção de desenvolver no próximo ano outras bebidas fermentadas consumidas no Egito faraônico. A nova cerveja será apresentada à comunidade internacional em outubro, por ocasião da convenção da associação norte-americana de cervejarias.

Agencia Estado,

03 Agosto 2002 | 20h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.