Descoberta genética pode levar a novo tratamento contra calvície

A descoberta por pesquisadores de umgene relacionado com a queda de cabelos pode levar aodesenvolvimento de novos remédios para combater a calvície. O gene é responsável por uma rara forma hereditária decalvície chamada hipotricose simples, uma doença que afeta umapessoa a cada 200 mil e em que o doente começa a ficar carecajá na infância, disseram os cientistas em um artigo publicadona revista Nature Genetics. "Há uma boa chance de, com base nessas descobertas,criarmos uma terapia para combater a queda de cabelo", afirmoua coordenadora da pesquisa, Regina Bertz, do Instituto deGenética Humana, em uma entrevista concedida por telefone,nesta segunda-feira. Atualmente, há no mercado os remédios Propecia, da Merck, eo Rogaine, da Pfizer, para combater a calvície. Essesmedicamentos ajudam as pessoas a preservar seu cabelo, mas nãoincentivam o aparecimento de novos folículos capilares. Analisando amostras de DNA de 11 membros de uma família daArábia Saudita que apresenta a rara doença, os pesquisadoresdescobriram que uma mutação no gene P2Y5 evitava a formaçãoadequada de proteínas chamadas receptores de crescimento nosfolículos capilares,. Isso significa que o elemento necessário para estimular ocrescimento dos cabelos não conseguia aderir aos receptores dosfolículos, o que explicaria a perda de cabelo, afirmaram oscientistas. A descoberta pode propiciar a fabricação de remédios queatuem sobre essas proteínas, fazendo com que aumente o númerode cabelos, acrescentaram. "Agora, podemos buscar, de forma seletiva, substânciasrelacionadas que seriam usadas em tratamentos contra acalvície", disse em um comunicado Ivon von Kugelgen, quetrabalhou na pesquisa no Instituto de Farmacologia eToxicologia em Bonn, na Alemanha. "Estamos empolgados com a possibilidade de taismedicamentos beneficiarem pacientes que apresentam vários tiposdiferentes de calvície." (Reportagem de Michael Kahn)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.