Descoberta possível primeira escultura do mundo

Um objeto de pedra de 400.000 anos, desenterrado no Marrocos, pode ser a mais antiga tentativa humana de produzir uma escultura. Ao menos é o que alega um especialista em arte pré-histórica que diz que a rocha apresenta sinais claros de modificação por mãos humanas.O objeto, com cerca de seis centímetros de comprimento, tem o formato geral de uma figura humana, com relevos que sugerem pescoço, braços e pernas. Há restos de uma substância vermelha na superfície, que podem ser sinais de tinta. A suposta estatueta foi encontrada a 15 metros de profundidade na margem norte do rio Draa, a pouca distância de machadinhas de pedra, numa camada de solo que data de 500.000 a 300.000 anos atrás. O achado deverá estimular o debate virulento sobre o momento em que a humanidade descobriu o uso de símbolos. Supõe-se que hominídeos como o Homo heidelbergensis e o Homo erectus, que viviam na época, não eram capazes de usar símbolos com a sofisticação necessária para criar de arte. Em artigo para o periódico Current Anthropology, Robert Bednarik, presidente da Federação Internacional de Organizações de Arte em Rocha, sugere que o contorno geral da peça descoberta no Marrocos foi produzido pela natureza, mas que os relevos são parcialmente artificiais. Já o professor Stanley Ambrose, da Universidade de Illinois, diz que a figura é muito provavelmente o fruto de ?desgaste natural fortuito?.As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

Agencia Estado,

23 de maio de 2003 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.