Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Desculpa de Israel é 'inaceitável', afirma palestino

O principal negociador palestino, Saeb Erekat, afirmou hoje que um pedido de desculpas de Israel ao vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, era "inaceitável". O governo israelense se desculpou por, durante a visita de Biden a Israel, anunciar na terça-feira a construção de mais 1.600 casas em Jerusalém Oriental. Os palestinos querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado independente.

AE, Agencia Estado

11 de março de 2010 | 12h03

"O comunicado (israelense) é inaceitável porque fala sobre um erro no cronograma e não no conteúdo, que é a continuação dos assentamentos, que precisa parar", afirmou Erekat. "Todas as decisões sobre assentamentos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental devem ser canceladas. A continuação dos assentamentos é um erro, não pelo cronograma, mas porque eles são sempre ilegais."

Antes, o governo israelense havia demonstrado seu "pesar" por anunciar a expansão no assentamento durante a visita de Biden. O vice de Barack Obama está no Oriente Médio para promover a retomada das negociações indiretas de paz entre israelenses e palestinos. Após o anúncio das novas construções, os palestinos disseram que não pretendem retomar as conversas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Cisjordâniaisraelpalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.