Desde janeiro, o 1º da lista

Laszlo Csatary é um antigo oficial nazista húngaro. Desde 2012, ele está no topo da lista, elaborada pelo Centro Simon Wiesenthal, dos criminosos de guerra mais procurados do mundo. Csatary é acusado de ter deportado 15,7 mil judeus para o campo de extermínio de Auschwitz, durante a 2ª Guerra, quando ocupava o cargo de chefe de polícia da cidade de Kosice, hoje território eslovaco. Ele vivia sob uma falsa identidade na capital da Hungria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.