Desempregado comete suicídio em frente às câmaras

Um desempregado de 26 anos tirou a própria vida hoje, dentro da prefeitura da cidade argentina de Tandil, localizada a 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires. De acordo com a polícia provincial, o jovem se suicidou na frente de fotógrafos e de câmaras de televisão, depois que seu pedido por um emprego na prefeitura fora negado. O jovem, cujo sobrenome é Bello, chegou hoje pela manhã à sala do prefeito Julio Zanatelli, após ter convocado a imprensa ao local. Bello, muito alterado, pediu um emprego e uma moradia ao prefeito, alegando que tinha uma filha menor sob sua responsabilidade e que estava separado de sua mulher. Quando a discussão com o prefeito aumentou de tom, o jovem retirou debaixo de sua roupa uma escopeta de cano curto, colocou-a na boca e disparou. Ele morreu imediatamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.