Desempregado imola-se em Túnis, lembrando origem da Primavera Árabe

Um desempregado de 27 anos ateou fogo ao próprio corpo ontem no centro de Túnis, em um gesto que lembrou a imolação de Mohamed Bouazizi, cujo protesto desencadeou na Tunísia a revolta que depôs o ditador Zine al-Abidine Ben Ali e pouco após originou a Primavera Árabe, no início de 2011. Policiais e cidadãos que presenciaram a manifestação de ontem tentaram apagar as chamas do rapaz, que foi socorrido rapidamente. "Essa é a juventude. Essa é a falta de trabalho", disse o manifestante antes da imolação, afirmaram testemunhas. Identificado pelo Twitter como Adel Khedhri, ele teria sofrido queimaduras de 3.º grau em 90% do corpo. Até a noite de ontem, permanecia internado em estado grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.