Desempregados bloqueiam ruas na Argentina

Mais de 2.000 desempregados bloquearam hoje várias ruas nas redondezas de Buenos Aires, pedindo trabalho, alimentos, remédios e assistência social. Os protestos interromperam o trânsito, sobretudo para quem se dirigia para Buenos Aires vindo dos bairros de Bernal, Florencio Varela e La Matanza.Os desempregados, cuja maioria permanece desde ontem bloqueando as vias, disseram que manteriam o protesto por tempo indeterminado. O sacerdote Alberto Spagnolo, porta-voz de um dos grupos, afirmou que a principal reivindicação é a criação de um plano de trabalho por parte do governo para pelo menos 1.200 pessoas.

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2001 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.