Desemprego na zona do euro atinge recorde de 11,2%

Mais de 100 mil pessoas perderam o emprego na zona do euro em junho, elevando a taxa de desemprego do bloco para um novo recorde e aumentando a pressão para que o Banco Central Europeu (BCE) tome alguma medida de estímulo econômico na reunião de quinta-feira.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 08h40

O número de pessoas sem emprego na zona do euro cresceu 123 mil em junho, para 17,801 milhões, o nível mais alto desde que os registros começaram a ser feitos, em 1995, informou a Eurostat.

Isso significa uma taxa de desemprego de 11,2% em junho, em linha com a previsão dos economistas consultados pela Dow Jones. O dado de maio foi revisado de 11,1% para 11,2%. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Europadesempregocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.