Deslizamento atinge centenas na Guatemala

Um deslizamento de terra na Guatemala matou pelo menos 9 pessoas e até 600 continuavam desaparecidas, afirmaram ontem os serviços de emergência. Centenas de trabalhadores de resgate escavavam lodo e rochas nos arredores da capital para encontrar sobreviventes.

CIDADE DA GUATEMALA , O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2015 | 02h01

As fortes chuvas causaram deslizamentos de pedras e lama sobre dezenas de casas na noite de quinta-feira na localidade de Santa Catarina Pinula, a cerca de 22 quilômetros da Cidade da Guatemala.

O secretário executivo da Coordenação Nacional para a Redução de Desastres (Conred), Alejandro Maldonado, explicou que a área, de 169 metros, foi atingida em razão de uma "combinação de fatores", como a presença do Rio Platanitos, a erosão da região e algumas "drenagens ilegais".

O presidente da Guatemala, Alejandro Maldonado, pai do titular da Conred, participou ao lado do filho da entrevista coletiva e afirmou que o deslizamento foi "um fato infeliz" e ocorreu em razão das fortes chuvas que tem caído no país nos últimos dias. O Conred emitiu alerta vermelho para todo o município. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.