Deslizamento de terra deixa 107 presas pessoas no sudoeste da China

Chuvas na região já deixaram quase 400 mortos e 64 milhões de desabrigados

Efe

28 de junho de 2010 | 12h04

 

PEQUIM - Um deslizamento de terra causado pelas fortes chuvas que afetam o sul da China há semanas deixou 107 pessoas presas pertencentes 38 famílias nesta segunda-feira, 28, na região sudoeste do país, informou a agência estatal de notícias Xinhua.

 

O deslizamento aconteceu às 14h30 locais (3h30, no horário de Brasília) na província chinesa de Guizhou, na região sudeste do país, mais especificamente na cidade de Dazhai, na comarca de Guanling.

 

As autoridades locais do Governo municipal de Anshun, que administra Guanling, emitiram um comunicado no qual informaram que ainda não se sabe o número de vítimas até o momento. Anteriormente, a mesma fonte tinha informado que 150 pessoas haviam sido apanhadas nesta avalanche.

 

Trata-se do acidente mais grave desde o início da temporada de chuvas e inundações no país, que já deixaram um saldo este ano de 377 mortos, 142 desaparecidos e 64 milhões de desabrigados, segundo dados oficiais, o dobro do número habitual para a época.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinachuvasdelizamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.