Deslizamento deixa pelo menos 30 soterrados na Colômbia

Tragédia aconteceu em uma estrada que une as regões de Santa Fé de Antioquia e Cañasgordas

Efe

28 de setembro de 2010 | 05h07

BOGOTÁ - Pelo menos 30 pessoas ficaram soterradas na segunda-feira, 27, após um deslizamento de terra e rochas em um trecho de uma estrada do departamento (estado) de Antioquia, noroeste da Colômbia, informou o site do jornal El Tiempo.

Segundo o jornal, o prefeito do município de Giraraldo, Luis Argiro Manco, lamentou que as informações iniciais, que estimavam que havia entre 15 e 20 vítimas, estavam erradas.

"Até agora não conseguimos resgatar nenhum corpo, além disso, as chuvas que causam movimentos de terra prosseguem", lamentou Manco.

Enquanto isso, o diretor do Escritório de Desastres do Governo de Antioquia, Jhon Fredy Rendón, disse que o resgate pode levar entre quatro e cinco dias, se o tempo permitir.

O deslizamento aconteceu na estrada que une as localidades de Santa Fé de Antioquia e Cañasgordas.

Os passageiros de dois ônibus realizavam uma baldeação quando um pedaço da montanha se desprendeu, tapando a estrada e soterrando as pessoas que estavam no local, segundo Rendón.

De acordo com o funcionário, o desmoronamento aconteceu devido às intensas chuvas que afetaram a zona nas últimas semanas.

O trânsito pela estrada ficou interrompido, assinalaram, por sua parte, fontes do Instituto Nacional de Vias.

Poucas horas, antes quatro camponeses morreram em uma região rural do município de Anserma (oeste) em outro deslizamento de terras ocasionado pelas fortes chuvas que caem no país, que durante este ano causaram 74 mortes e afetaram outras 812.997 em 27 dos 31 departamentos da Colômbia.

Tudo o que sabemos sobre:
Colômbia, deslizamento, soterrados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.