Deslizamento na Turquia mata ao menos 11 pessoas

Deslizamentos de terra e inundações provocadas por fortes chuvas arrasaram um povoado no norte da Turquia e mataram pelo menos 11 pessoas, disseram autoridades nesta sexta-feira. Os deslizamentos destruíram dezenas de casas em Gundogan, na província de Rize, sobre o Mar Negro, área onde se cultiva chá. A região se tornou vulnerável a deslizamentos por causa do desflorestamento para dar espaço para a agricultura.

AE-AP, Agência Estado

27 de agosto de 2010 | 13h46

As chuvas começaram na noite de ontem, enquanto muitas pessoas concluíam o jejum diário do mês sagrado muçulmano do Ramadã, informou a agência de notícias Anatólia. O ministro do Interior confirmou que 11 pessoas morreram. Outras duas estão desaparecidas.

A emissora privada NTV informou que dezenas de residências ruíram e vários automóveis ficaram sepultados por uma montanha de lodo. Várias vias, incluindo uma rodovia importante na costa, junto ao Mar Morto, estão fechadas. Um sobrevivente, Burak Akat, disse que sua família jantava quando ouviu um som aterrador. "Nós percebemos que a casa ia cair. Antes de que eu pudesse gritar, todos saíram correndo", contou ele. Segundo Akat, porém, sua sogra e seu irmão não conseguiram escapar.

Pelo menos sete pessoas foram resgatadas com ferimentos, segundo o governador de Rize, Seyfullah Hacimuftuoglu. Bombeiros retiraram 20 pessoas presas de suas casas, segundo o governador.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiadeslizamentomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.