Deslizamentos de terra podem ter matado 120 na Indonésia

Cerca de 40 pessoas seguem desaparecidas por conta de enchentes; mil pessoas trabalham nos resgates

BUDI SATRIAWAN, REUTERS

27 de dezembro de 2007 | 08h22

Deslizamentos de terra e enchentes provocadas por fortes chuvas na Indonésia deixaram mais de 120 mortos ou desaparecidos na ilha de Java, disseram autoridades nesta quinta-feira, 27.Milhares de pessoas ficaram desabrigadas após suas casas serem inundadas pelas enchentes ou soterradas por deslizamentos em vilarejos perto do rio Bengawan Solo, que fica cerca de 500 km da capital Jacarta. Cerca de 40 pessoas estão desaparecidas desde que enchentes arrastaram uma ponte sobre um rio no distrito de Madiun, em Java Oriental, na quarta-feira. Na Província de Java Central, cerca de 1.000 funcionários de resgate, policiais e soldados tentam chegar a 26 pessoas enterradas em lama em Tawangmangu, área montanhosa mais atingida. As equipes retiraram mais três corpos nesta quinta, elevando o total de mortos confirmados para 39, segundo Heru Pratomo, chefe da agência de ajuda a desastres no distrito de Karang Anyar, onde fica Tawangmangu. Chalid Muhammad, diretor do grupo ambientalista Walhi, afirmou que o governo não fez o suficiente para impedir os desastres. "Faz cinco anos que deslizamentos e enchentes ocorrem em Java, provocando muitas mortes. O principal fator é destruição ecológica causada por desmatamento, conversão de florestas e planejamento espacial caótico", disse ele. De acordo com Muhammad, o desmatamento na ilha de Java chegou a um ponto crítico. (Com reportagem de Ahmad Pathoni e Adhityani Arga em Jacarta)

Tudo o que sabemos sobre:
INDONESIADESLIZAMENTOMORTES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.