Deslizamentos na Índia matam ao menos sete pessoas

As fortes chuvas em partes do nordeste da Índia causaram deslizamentos e enchentes, matando ao menos sete pessoas, informaram autoridades nesta segunda-feira. Um policial de alto escalão de Meghalaya afirmou que as mortes ocorreram na parte norte do Estado.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2014 | 14h21

Os temporais também causaram danos no Estado vizinho de Assam, onde a força das águas carregou diversas pontes e alagou casas no distrito de Goalpara, disse o oficial Pritam Saikia. Autoridades pediram aos moradores que se retirassem para locais mais altos, e soldados do Exército, junto às forças federais, resgataram dezenas de pessoas isoladas pelas inundações.

Os dois dias de chuva também alagaram a capital de Assam, Gauhati. Diversas vizinhanças da cidade ficaram inundadas até a altura dos joelhos. O rio Bharalu, que corta a cidade, ameaçava transbordar, afirmaram policiais. Meteorologistas previam mais temporais na região nos próximos dois dias.

A área está sujeita às enchentes devido às monções anuais que ocorrem entre junho e setembro. Em junho, ao menos 11 pessoas morreram nos alagamentos da cidade de Gauhati. No começo do mês, as águas inundaram a Caxemira, região do Himalaia dividida entre a Índia e o Paquistão, matando mais de 270 pessoas no território indiano. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Índiaenchentesdeslizamentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.