Desmond Tutu pede intervenção internacional no Zimbábue

O arcebispo sul-africano encorajou os líderes da União Africana a declarar 'ilegítimo' o regime de Mugabe

EFE

29 de junho de 2008 | 06h08

O arcebispo sul-africano Desmond Tutu pediu neste domingo à comunidade internacional que intervenha no Zimbábue, inclusive mediante o recurso de uma força de paz da ONU. Tutu encorajou os líderes da União Africana que se reúnam a partir da segunda-feira na localidade egípcia de Sharm el-Sheikh a declarar "ilegítimo" o regime de Mugabe. "Se houvesse (ali) uma voz unânime, que dissesse claramente a (Robert) Mugabe... O senhor é ilegítimo e não vamos reconhecer sua administração de nenhuma maneira, acho que seria um sinal muito forte, que fortaleceria a comunidade internacional", declarou Tutu à "BBC". O arcebispo sul-africano invocou "a doutrina da necessidade de proteger" uma população ameaçada e comemorou o voto unânime sobre o Zimbábue no Conselho de Segurança da ONU.

Tudo o que sabemos sobre:
Robert MugabeZimbábueDesmond Tutu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.