Joel Bissell/Muskegon Chronicle via AP
Joel Bissell/Muskegon Chronicle via AP

Despedida de cão que serviu na Guerra do Afeganistão comove cidade nos EUA

Labrador preto de 10 anos tinha câncer terminal nos ossos e teve de ser sacrificado

O Estado de S.Paulo

27 Julho 2017 | 19h54

MUSKEGON - A despedida de um labrador que serviu à Marinha dos EUA no Afeganistão como cão farejador levou centenas de pessoas às lágrimas na pequena cidade de Muskegon, em Michigan, nesta quarta-feira, 26. O cão Cena tinha 10 anos de idade e foi diagnosticado com câncer terminal. 

O animal recebeu uma despedida digna de herói no museu da cidade antes de ser sacrificado. A cerimônia foi organizada pelo seu dono, o capitão Jeff Young, que trabalhou com Cena em 2009 e 2010 em combates no Afeganistão e o adotou em 2014, quando o cão se aposentou. 

O cão ajudou Young a tratar de seu transtorno de estresse pós-traumático. "Em toda minha vida adulta eu tive o Cena", disse. "Quando eu tinha 19 anos e estava fora, eu tinha o Cena. Agora, aos 27, eu tenho que dizer adeus a uma das maiores partes da minha vida". 

Young contou que carregou Cena por rios e se colocou sobre o animal quando presenciou bombardeios. Disse também que o cãozinho manteve seu corpo quente nas noites frias do deserto e o confortou quando ele chegou a perder sete colegas em três semanas. "Ele pode ver e sentir o apoio e o amor que as pessoas estão dando para ele. Qualquer cão que serviu no exterior merece exatamente o que eu fiz ao Cena, se não mais", disse. /AP

Mais conteúdo sobre:
Marinha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.