Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Lucas Marie/AP
Lucas Marie/AP

Destroços encontrados nas Maldivas não pertencem a avião da Malásia

Segundo ministro, material encontrado não faz parte de estrutura da aeronave

O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2015 | 08h48

BANCOC - Os destroços encontrados na República das Maldivas não pertencem ao Boeing 777-200 da Malaysia Airlines, que desapareceu com 239 pessoas a bordo em 2014, informou nesta sexta-feira, 14, o ministro de Transporte da Malásia, Liow Tiong Lai.

"Minha equipe viu os destroços. Não são do (voo) MH370, nem sequer são material de avião", declarou o ministro aos jornalistas em Kuala Lumpur, de acordo com a imprensa local.

Liow disse ainda que não sabe se o grupo trará mais destroços para serem analisados, mas se trouxerem, eles serão examinados.

Na semana passada, análises confirmaram que o pedaço da asa encontrado na Ilha Reunião pertencia ao voo 370 da Malaysia Airlines, que desapareceu no dia 8 de março. A procura por outras peças que possam ser do avião continuam. A França enviou um avião, helicópteros e barcos para fazer buscas nas águas da região da Ilha Reunião. /EFE e ASSOCIATED PRESS

Tudo o que sabemos sobre:
Malásiaacidente aéreoMaldivas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.