Destroços de foguetes matam mais 2 israelenses

Israel teve ontem sua quinta vítima depois que um civil israelense que trabalhava para o Exército israelense foi atingido por um foguete disparado de Gaza. A vítima foi identificada como Alayan Salem al-Nabari, um beduíno

O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2012 | 02h02

da região do Neguev.

Um soldado de 18 anos, identificado como Yosef Fartuk, também morreu ao ser atingido por destroços de um foguete disparado por palestinos. Ele era da colônia Emanuel, no norte da Cisjordânia, e foi o primeiro soldado de Israel morto na nova ofensiva entre o governo israelense e os palestinos.

O soldado, que cumpria serviço militar obrigatório, estava descansando em um kibutz na fronteira com a Faixa de Gaza quando palestinos lançaram vários foguetes na região. Na quinta-feira, outros três israelenses, todos civis, morreram na cidade de Kiriat Malaji, após um foguete atingir o edifício em que moravam.

Até a noite, 150 foguetes haviam sido disparados pelo militantes palestinos contra o sul de Israel e um míssil de longo alcance contra Jerusalém, mas o projétil caiu na Cisjordânia.

Manifestação. Ontem, em São Paulo, membros da comunidade judaica realizaram no vão livre do Masp uma manifestação em favor de Israel e contra as ações de terrorismo. A cidade de São Paulo conta com mais da metade da população judaica do País. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
Paz inatingível

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.