Destroços do voo MH17 são levados para Holanda

Destroços do voo MH17 são levados para Holanda

Os destroços só começaram a ser coletados nas últimas semanas, devido a conflitos entre as forças governamentais e rebeldes na área próxima

O Estado de S. Paulo

01 de dezembro de 2014 | 17h05

Autoridades holandesas informaram que estão recolhendo destroços do local em que o avião do voo MH17 da Malaysia Airlines caiu no leste da Ucrânia. O material será transportando para a Holanda para investigações sobre o acidente.

A aeronave foi atingida por balas vindas do território controlado por rebeldes pró-Rússia em julho, causando a morte de todas as 298 pessoas a bordo. Os destroços só começaram a ser coletados nas últimas semanas, devido a conflitos entre as forças governamentais e rebeldes na área próxima.

Em um comunicado publicado nesta segunda-feira, o órgão de segurança holandês, que lidera as investigações internacionais sobre a causa da destruição do avião, afirmou que os destroços serão analisados na base aérea de Gilze Rijen. Promotores holandeses também estão reunindo evidências para uma investigação criminal separada sobre a queda da aeronave. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.