AFP PHOTO / YANNICK PITON
AFP PHOTO / YANNICK PITON

Desvendar mistério com avião da Malaysia Airlines vale US$ 70 milhões

MH370 que ia de Kuala Lampur para Pequim desapareceu dos radares em março de 2014 e caiu no Oceano Índico

O Estado de S.Paulo

10 Janeiro 2018 | 12h03

KUALA LAMPUR  - O governo da Malásia assinou um contrato nesta quarta-feira,10,  para pagar até US$ 70 milhões  para uma companhia americana de exploração de solo oceânico caso encontre o MH370, da Malaysia Airlines, dentro de 90 dias do início de uma nova busca no sul do oceano Índico.

+ Buscas submarinas por voo MH370 terminam sem encontrar traços de avião desaparecido

O desaparecimento da aeronave durante rota de Kuala Lumpur para Pequim em março de 2014, com 239 pessoas a bordo, está entre os maiores mistérios da aviação do mundo.

Austrália, China e Malásia terminaram uma busca improdutiva de US$ 157 milhões ao longo de uma área de 120 mil quilômetros quadrados em janeiro do ano passado, apesar de investigadores terem pedido para as buscas serem estendidas para uma área de 25 mil quilômetros quadrados mais ao norte.

O ministro dos Transportes da Malásia, Liow Tiong Lai, disse que uma companhia privada sediada em Houston, a Ocean Infinity, irá procurar o MH370 na área de prioridade de 25 mil quilômetros quadrados em um contrato de risco, o que significa que só haverá pagamento caso encontre o avião. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.