Detentos fogem de prisão 'vigiada' por boneco na Argentina

Por falta de recursos, funcionários improvisaram bola com chapéu para vigiar uma das torres do presídio.

BBC Brasil, BBC

21 de julho de 2010 | 08h39

Dois presos fugiram de uma prisão argentina que usava um boneco fingindo ser policial em uma guarita, de acordo com o jornal argentino Rio Negro.

O uso do boneco foi a forma encontrada pelos coordenadores da Unidade Penal 11, da cidade de Neuquén, de tentar contornar a falta de recursos.

Funcionários da prisão dizem que apenas dois dos 15 guardas estavam nas torres de vigia na hora da fuga, no último sábado.

Eles teriam colocado um boné de polícia sobre uma bola de futebol para dar aos presos, à distância, a ilusão de que havia outro guarda.

"Temos o Wilson (o apelido do boneco) em uma das guaritas, como no filme 'O Náufrago'", teria dito um guarda não identificado ao jornal.

"Fizemos um boneco com uma bola e um boné para que os presos vejam uma sombra e acreditem que estão sendo vigiados", completou.

Os dois fugitivos, cidadãos chilenos, estão foragidos.

Uma investigação confirmou que as quase 40 câmeras de segurança não funcionam há mais de seis meses por falta de recursos para consertá-las.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
argentinaguardasprisãobonecowilson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.