Detidas 52 pessoas em "Operação Escorpião" no Iraque

A "Operação Escorpião", feita conjuntamente pelo Exército americano e o iraquiano levou à detenção de 52 pessoas na província iraquiana de Al Tamim (cuja capital é Kirkuk), informaram fontes militares. O coronel David Gray, da 101ª Divisão Aerotransportada dos EUA, informou em comunicado que 24 dos detidos estavam sendo procurados "por participar de atentados na área", sem dar mais informações. A operação, que durou apenas 48 horas, foi centrada na localidade de Hawija, 200 quilômetros ao norte de Bagdá, e oito povoados ao seu redor. Hawija - situada a meio caminho entre Tikrit e Kirkuk - é considerada um bastião da insurgência sunita, e por este motivo foi em várias ocasiões palco de ofensivas militares contra os grupos rebeldes.

Agencia Estado,

26 Março 2006 | 06h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.