Detido autor de incêndio que destruiu templo sul-coreano

Homem afirma que provocou o fogo para protestar pelo valor da indenização que recebeu por um terreno

Efe,

12 de fevereiro de 2008 | 00h34

A Polícia da Coréia do Sul prendeu nesta terça-feira, 12, o autor do incêndio que arrasou nesta segunda-feira o principal tesouro nacional do país, o templo de Namdaemun, informou a agência Yonhap. Veja também:Incêndio destrói o principal símbolo nacional da Coréia do Sul O detido, identificado pelo sobrenome Chae e de 69 anos, admitiu ter provocado o fogo no templo de Namdaemun, construído há seis séculos e localizado em pleno centro de Seul. O piromaníaco já tinha sido detido em 2006 por incendiar uma parte do Palácio Real, em Seul, mas não cumpriu pena por isso. Segundo a Polícia, Chae provocou o fogo para protestar pela pouca indenização que recebeu quando seu terreno passou a fazer parte de uma zona de desenvolvimento urbanístico. Namdaemun era a construção de madeira mais antiga de Seul e foi escolhida como o principal tesouro nacional em 1962. Os sul-coreanos se mostraram consternados após o incêndio, e as autoridades acreditam que a reconstrução do templo pode demorar aproximadamente três anos, com um custo de 20 bilhões de wons (US$ 21 milhões).

Tudo o que sabemos sobre:
Coréia do SulSeulincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.