Detido em Manila um extremista islâmico relacionado com Al Qaeda

Homem é acusado de nove casos de assassinato na província de Basilan, ao sul das Filipinas

Efe,

09 de maio de 2011 | 01h53

MANILA - Um extremista islamita do Abu Sayyaf, grupo filipino relacionado com a Al Qaeda, foi detido em um centro comercial de Manila, informaram nesta segunda-feira, 9, fontes policiais.

 

Asdatul Shairun foi detido no domingo em um centro comercial do distrito turístico de Malate na capital, onde as autoridades tinham aumentado a segurança pelo temor a possíveis represálias após a morte de Osama bin Laden.

 

Shairum é acusado de nove casos de assassinato na província de Basilan, ao sul das Filipinas.

 

Sua detenção aconteceu justo uma semana depois da morte de Bin Laden, o líder da Al Qaeda, por um comando americano uns quilômetros 113 quilômetros ao norte de Islamabad, a capital do Paquistão.

 

Fundado em 1991 por um punhado de ex-combatentes da guerra do Afeganistão contra a União Soviética, o Abu Sayyaf quer estabelecer um estado islâmico na região, dominada por sultanatos muçulmanos até a chegada dos colonizadores espanhóis.

 

Vários dos ataques mais sangrentos dos últimos 15 anos no arquipélago foram atribuídos a ele, além de um alto número de sequestros de locais e estrangeiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.