Detido era considerado um 'vizinho discreto'

Shahzad obteve cidadania dos EUA após casar-se com americana; Washington diz que investigará documentos

, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2010 | 00h00

WASHINGTON

Para seus vizinhos, Faisal Shahzad era um discreto pai de família, que dizia trabalhar em Wall Street e saía de casa sempre bem vestido. Ele morava com a mulher e dois filhos, um menino e uma menina, num sobrado na cidade de Shelton, no Estado de Connecticut. A vida dupla de Shahzad, de 30 anos, um paquistanês naturalizado americano, só foi revelada após sua prisão. Agora, ele é acusado de terrorismo e tentativa de usar armas de destruição em massa.

Shahzad, da etnia caxemire, foi estudar nos EUA em 1998. Ele se formou em Ciências da Computação na Universidade de Bridgeport e fez um MBA na mesma instituição. Saindo da faculdade, conseguiu um visto de trabalho e foi contratado como analista financeiro.

Cidadania. Em 2008, Shahzad casou-se com Huma Asif Mian. Huma é cidadã americana, o que permitiu que Shahzad requisitasse a cidadania dos EUA. Em 17 de abril do ano passado, ele se naturalizou. Para isso, teve de passar por uma série de testes e ter seus antecedentes verificados. Funcionários dizem que reverão todos os documentos de cidadania para analisar se ele mentiu.

Em 2 de junho, Shahzad embarcou para Dubai e, de lá, foi para o Paquistão. Em julho, ele teria viajado para Peshawar, onde se escondem integrantes do Taleban e da Al-Qaeda. Ainda não há informações concretas, mas, aparentemente, ele passou vários meses num campo de treinamento de militantes islâmicos no Paquistão.

Shahzad voltou para os EUA em 3 de fevereiro, enquanto sua mulher e filhos ficaram em Karachi, no Paquistão. Segundo a Casa Branca, o foco da investigação é a estada de Shahzad na Área Tribal ? um funcionário de inteligência do Paquistão disse que Shahzad recebeu treinamento na cidade de Kohat para cometer o atentado. / P. C. M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.