Detido ex-general da ditadura argentina

A Justiça federal argentina confirmou a detenção do general da reserva Luciano Benjamín Menéndez por violações de direitos humanos cometidas quando ocupava o posto de comandante do 3º Corpo do Exército. As detenções de Menéndez, figura proeminente da antiga ditadura, outros quatro ex-militares e um civil foram ordenadas pela juíza Graciela López, em um processo que investiga delitos contra a humanidade cometidos na província de Córdoba, entre 1976 e 1983.O caso foi aberto por familiares de três homens e uma mulher capturados em 1977, levados a um campo de detenção clandestino e mortos durante um suposto enfrentamento com guerrilheiros que, depois, provou-se jamais ter ocorrido.Menéndez, os quatro militares, subordinados seus, e um agente civil de inteligência foram acusados de "privação ilegal da liberdade agravada, tortura agravada e homicídio agravado por traição".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.