Detido homem-chave da Al-Qaeda na Europa

Autoridades italianas prenderam um egípcio considerado um homem-chave na rede de militantes islâmicos na Europa, e que os encaminhava para os campos de treinamento da Al-Qaeda de Osama bin Laden, disseram, neste sábado, funcionários italianos.A polícia de fronteiras prendeu Kishk Samir, de 46 anos, no aeroporto romano Leonardo da Vinci, na sexta-feira à noite, quando ele embarcava em um avião para Paris, onde mora, informou um comunicado do Ministério do Interior italiano. Samir acabava de chegar do Cairo. O egípcio escapou de ser detido em Milão em outubro, quando os serviços de segurança locais rastreavam suspeitos de terem vínculos com a rede terrorista de Bin Laden. O governo italiano o acusa de associação criminosa para tráfico de armas, explosivos e agentes químicos, falsa identidade e imigração ilegal. As investigações mostraram que o detido exercia um papel importante no braço europeu da rede de Bin Laden, especialmente em território francês.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.