Detido suspeito de atentado em Karachi

Homens armados abriram fogo contra um posto de polícia que guarda o Consulado dos Estados Unidos em Karachi nesta sexta-feira, causando a morte de dois policiais e deixando pelo menos outras cinco pessoas feridas, informaram policiais e fontes hospitalares. A polícia deteve um suspeito de participação no ataque, preso após uma perseguição, num parque próximo ao Consulado. Os policiais apreenderam uma pistola que estava com o suspeito. O homem foi identificado somente como "um afegão", segundo a polícia.Um número desconhecido de homens armados estava no parque quando começaram os disparos contra o posto policial que guarda a fortificação onde se localiza a representação diplomática.A polícia fechou todos os acessos ao parque, isolou a área e iniciou imediatamente as investigações."O consulado é muito bem protegido e todos os norte-americanos estavam lá dentro", disse o chefe de polícia Kamal Shah, em entrevista coletiva concedida em frente à missão diplomática.O ataque começou pouco antes do início das preces islâmicas do meio-dia e muitos policiais preparavam-se para rezar, disseram autoridades locais.Os homens armados portavam diversas pistolas e fuzis automáticos. Um dos feridos foi um pedestre, atingido pelo fogo cruzado.Os feridos foram socorridos por motoristas que pararam seus carros para ajudar as vítimas, relataram testemunhas.O cônsul-geral dos EUA em Karachi, John Bauman, disse que uma câmera situada em frente ao prédio gravou o tiroteio, segundo policiais que conversaram com ele.Bauman saiu do prédio para inspecionar o local e conversar com os policiais.Recentemente, o governo norte-americano retirou do país os familiares de seus diplomatas no Paquistão, medida adotada também em diversos outros países.O governo local lamentou o incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.