Detidos cinco suspeitos de financiar a Al-Qaeda

Em trabalho conjunto com a CIA, autoridades de Malavi detiveram cinco homens suspeitos de enviar dinheiro à rede extremista Al-Qaeda, disseram autoridades locais. A operação conjunta ocorre numa nação que não representava foco importante nas investigações sobre o grupo liderado pelo milionário saudita Osama bin Laden, apesar de outros países da África estarem envolvidos em operações de grande porte contra a Al-Qaeda.No Quênia, autoridades anunciaram hoje que quatro pessoas serão indiciadas por homicídio, no âmbito das investigações sobre um ataque suicida contra um hotel em novembro último. O atentado, atribuído à Al-Qaeda, causou a morte de 11 quenianos e três israelenses na cidade costeira de Mombasa. Irã e Estados Unidos também anunciaram medidas legais contra supostos membros da Al-Qaeda.O serviço secreto de Malavi informou ter prendido, com ajuda da CIA, cinco estrangeiros, na noite de domingo, na cidade sulista de Blantyre. Os homens são suspeitos de dirigir projetos assistenciais por meio dos quais parte do dinheiro arrecadado era repassada a membros da Al-Qaeda na África e outros lugares do mundo. Em Washington, um porta-voz da CIA recusou-se a comentar o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.