Detidos dois chefes da máfia siciliana

A polícia italiana deteve hoje dois chefes da máfia siciliana e uma mulher que se encontrava com um deles no momento da detenção. Um dos detidos é Andrea Maciaracina, de 41 anos, indicado por numerosos "arrependidos" que colaboram com a Justiça - entre os quais os sócios mais próximos do "chefão" Totó Riina, que paga uma pena de prisão perpétua por numerosos homicídios, narcotráfico e associação criminosa. No esconderijo de Maciaracina - que, apesar de foragido da Justiça há 12 anos, continuava controlando os negócios da máfia no noreste da Sicília -, a polícia de Palermo prendeu também Natale Bonafede, de 34 anos, considerado o chefe do "comando" de Marsala. Ambos foram surpreendidos enquanto dormiam pelos agentes que cercavam o local há várias horas, à espera do final de uma reunião da "cosca" (grupo mafioso) sicialiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.