Detidos em Buffalo foram treinados em campos da Al-Qaeda

Os cinco homens que foram detidos no Estado americano de Nova York foram treinados para cometer atentados terroristas, inclusive ataques suicidas, em um campo mantido pela rede Al-Qaeda, de Osama bin Laden, confirmaram hoje autoridades americanas.De acordo com os funcionários federais que anunciaram ontem a captura dos membros da suposta célula terrorista em uma área perto de Buffalo, o mesmo Bin Laden doutrinou os homens em convicções antiamericanas quando eles estavam em Kandahar, Afeganistão, nos meses que antecederam aos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.O grupo de suspeitos teria regressado a Lackawanna, a 8 quilômetros ao sul de Buffalo, nas margens do Lago Eire, em junho de 2001. Agentes federais disseram que não tinham informação de que a célula planejava um ataque nos Estados Unidos.O governo do presidente George W. Bush manifestou sua satisfação com as detenções em Nova York, e pela captura no Paquistão do terrorista Ramzi Binalshibh. Tais fatos demonstram que "somos persistentes, somos fortes e não vamos nos deter", disse Bush em Camp David, Maryland. "Um por um, estamos caçando os assassinos", afirmou.Os detidos em Nova York - Shafal Mosed, de 24 anos; Faysal Galab, 26; Sahim Alwan, 29; Yasen Taher, 24; e Yahya Goba, 25 -, todos de ascendência iemenita, compareceram ontem a um tribunal de Buffalo, acusados de darem apoio material e recursos a organizações terroristas estrangeiras. O juiz H. Kenneth Schroeder fixou uma audiência para terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.