Dez candidatos disputarão a presidência palestina

Dez candidatos estão qualificados e inscritos para disputar a eleição para a presidência da Autoridade Nacional Palestina (ANP), organismo que administra os territórios palestinos ocupados por Israel. Desde sua criação, a ANP só teve um presidente eleito - Yasser Arafat. Os candidatos que disputarão o lugar do líder histórico dos palestinos no próximo dia 9 de janeiro são:Mahmoud Abbas, 69 anos: líder provisório dos palestinos, presidente da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) e candidato oficial do Partido Fatah, que controla a ANP. Abbas foi primeiro-ministro sob Yasser Arafat, e é visto como um líder pragmático, que se opõe à violência. Sua visão de um acordo de paz definitivo com Israel é a mesma de Arafat: um Estado palestino soberano na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém oriental, além do direito dos palestinos exilados e suas famílias voltarem a seus antigos lares em Israel. Marwan Barghouti, 45 anos: Líder do Fatah na Cisjordânia, cumpre cinco sentenças de prisão perpétua em Israel. Barghouti concorre como candidato independente. Ele busca um Estado palestino em coexistência pacífica com Israel, mas vê como atos legítimos de resistência os ataques a colonos e soldados israelenses na Cisjordânia e Gaza. Israel diz que, mesmo se eleito, Barghouti não será solto.Abdel Sattar Qassem, 56 anos: Dissidente, líder de uma campanha contra a corrupção, preso durante oito meses por ordem de Yasser Arafat. Professor de Ciências Políticas na Universidade An-Najah, em Nablus, Qassem é linha-dura no que diz respeito a Israel. Concorre como independente.Mustafa Barghouti, 50 anos: Médico e ativista pela democracia. Apresenta-se como candidato da "maioria silenciosa" dos palestinos sem filiação política. Parente distante de outro candidato, Marwan Barghouti. Concorre como independente.Bassam Salhi, 44 anos: Líder do Partido Popular, um pequeno grupo de inspiração comunista. Morador de Ramallah, Salhi foi preso diversas vezes por Israel.Taysser Khalid, 65 anos: Candidato da Frente Democrática pela Libertação da Palestina, uma facção da OLP. Khalid se estabeleceu na Cisjordânia em 1995, voltando da Síria. Foi preso por Israel em 2002 e solto ano passado.Abdel Karim Shaber, 44 anos: Advogado na Cidade de Gaza, identificado com causas islâmicas mas sem filiação a grupos radicais como o Hamas ou a Jihad Islâmica. Concorre como independente.Saed Baraka, 49 anos: Empresário e professor de árabe da Faixa de Gaza. Foi preso por Israel e deportado para o Líbano em 1989, por conta de suas ligações com a Jihad Islâmica. Voltou a Gaza em 1996, e é membro do Conselho Nacional Palestino, o parlamento no exílio da OLP. Concorre como independente.Abdelhalim al-Ashkar, 43 anos: Morador dos EUA, formado em administração de empresas. Já foi preso duas vezes nos Estados Unidos, sob suspeita de financiar grupos radicais islâmicos. Sua mulher e seus três filhos têm cidadania americana. Concorre como independente.Hassan Khreishe, 49 anos: Presidente interino do Conselho Legisltaivo Palestino. É médico e crítico da corrupção na ANP. Concorre como independente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.