Dez policiais morrem e 11 corpos são achados no Iraque

Pelo menos dez policiais iraquianos morreram nesta quinta-feira em combates de forças iraquianas e americanas com insurgentes na província de Al-Anbar, no oeste do Iraque, e em um ataque no sul de Baquba. As mortes aconteceram no mesmo dia em que onze corpos foram encontrados em diferentes regiões do país.Fontes policiais informaram que os conflitos entre forças de segurança e rebeldes começaram quando agentes iraquianos, apoiados por soldados americanos, invadiram um bairro na localidade de Haditha.Quatro militares iraquianos e vários soldados americanos ficaram feridos, acrescentaram as fontes, mas ainda não há informações sobre o número exato de vítimas nem sobre seu estado.Além disso, pelo menos oito policiais iraquianos morreram em um ataque contra seu comboio no sul de Baquba, capital da província de Diyala, a nordeste de Bagdá.As vítimas faziam parte de uma caravana que ia para o sul de Baquba, após receber informações de que membros do grupo terrorista Al-Qaeda tinham controlado as principais estradas da região.AssassinatosNesta quinta-feira, a Polícia iraquiana matou um terrorista que pretendia explodir o carro-bomba que dirigia pelo bairro de Al-Wayihia, no sudeste de Baquba.Em outro incidente, Dia al-Abadi, membro do Conselho Supremo da Revolução Islâmica no Iraque, o maior grupo xiita do país, sofreu uma tentativa de assassinato no sul de Basra - a 550 quilômetros ao sul da capital - e ficou gravemente ferido. Segundo testemunhas, o carro onde ele estava foi atacado, o que fez com Al-Abadi e seu motorista ficassem feridos.CorposEntre quarta-feira e a manhã desta quinta-feira , oito corpos com sinais de tortura foram encontrados em diferentes bairros de Mossul, a 400 quilômetros ao norte de Bagdá.Fontes policiais afirmaram que um dos cadáveres encontrados em Mossul é Ibrahim Yassin, membro do Conselho local de Al-Qiyara, que foi assassinado nesta quinta-feira por um grupo desconhecido em frente a sua casa.Os outros três corpos apareceram na cidade de Ramadi, capital de Al-Anbar, considerada reduto da insurgência árabe sunita. Segundo fontes do hospital da cidade, os três corpos eram de homens com idades entre 25 e 35 anos.Além disso, um número indeterminado de civis morreu ou ficou ferido em conflitos na quarta-feira entre supostos rebeldes e soldados americanos em Ramadi, segundo testemunhas.Em Faluja, cidade a 55 quilômetros ao oeste de Bagdá, vários homens encapuzados - que seriam integrantes do Conselho da Shura dos Mujahedins, grupo de organizações terroristas liderado pela Al-Qaeda - deram na quarta-feira uma demonstração de força para anunciar a inclusão desta cidade no "Emirado Islâmico".Segundo testemunhas, os insurgentes desfilaram por cerca de dez minutos pelas principais ruas de Faluja em automóveis comuns e com diferentes tipos de armas, antes de se retirarem, diante da iminente chegada das tropas americanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.