Dez soldados russos são mortos na Chechênia

Dez soldados russos foram assassinados e 11 ficaram feridos em ataques rebeldes na Chechênia nas últimas 24 horas, informaram hoje fontes oficiais. No mesmo período, mais de 90 pessoas foram detidas na república separatista, sob suspeita de ligações com rebeldes. Tropas russas bloquearam as entradas das cidades de Kurchaloi e Shali e realizaram, nas pessoas e nos veículos, revistas minuciosas. A mesma operação foi realizada na capital chechena, Grozny. Segundo o ministro da Defesa da Rússia, cerca de 36.000 solados foram enviados à Chechênia em uma operação que visa "eliminar" as "atividades terroristas" na região. Não há informações sobre o número de baixas do lado rebelde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.