Dezembro é o mês mais fatal para EUA no Iraque em 2 anos

Dezembro se tornou o mês mais fatal para as tropas dos Estados Unidos no Iraque em dois anos, após os militares norte-americanos divulgarem mais seis mortes em combate, aumentando o número total para bem perto da marca dos 3 mil soldados abatidos.Três fuzileiros navais dos EUA morreram na quinta-feira devido a ferimentos sofridos em batalhas na província de Anbar, região oeste do Iraque. Um soldado foi morto por uma bomba na beira da estrada ao noroeste de Bagdá e outro morreu em Anbar na sexta-feira, segundo disseram os militares no sábado.Outra declaração anunciava a morte de um soldado norte-americano por uma bomba na beira da estrada no sudoeste de Bagdá, na sexta-feira.As mortes mais recentes elevam o número de militares dos EUA mortos no Iraque desde a invasão, em março de 2003, para 2.998, de acordo com o site icasualties.org, que registra o número de norte-americanas abatidos no Iraque e Afeganistão.O número de mortes em dezembro é 109, três vezes mais do que o maior número deste ano, em outubro, e o maior valor desde novembro de 2004, quando 137 norte-americanos em serviço morreram.O crescente número de mortes de norte-americanos está aumentando a pressão sobre o presidente dos EUA, George W. Bush, para que seja estabelecido um plano de retirada das tropas da cada vez mais impopular guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.