Dezenas de foguetes são lançados de Gaza contra Israel após ataque em Rafah

Ataque não deixou feridos, embora alguns prédios na área israelense tenham sido danificados

Efe,

08 de outubro de 2012 | 11h01

GAZA - Os braços armados do Hamas e da Jihad Islâmica lançaram nesta segunda-feira, 8, dezenas de foguetes contra Israel, sem deixar vítimas, após o ataque aéreo contra milicianos em Rafah, no sul da faixa, informaram ambas as organizações e o Exército israelense.

Veja também:

linkIsrael abate avião após invasão de espaço aéreo

linkPolícia reprime protesto palestino em Jerusalém

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

As Brigadas de Ezedin al-Qasam, milícia do Hamas, asseguram, em comunicado, que lançaram 40 foguetes contra Israel em colaboração com seu equivalente da Jihad Islâmica, as Brigadas Al Quds. Segundo a milícia, se trata de uma resposta ao bombardeio realizado ontem por Israel, que causou ferimentos em dez palestinos, entre eles cinco crianças e dois milicianos, ambos em estado crítico.

O Exército israelense rebaixou o número de projéteis lançados a "entre 20 e 30", enquanto um dos porta-vozes do primeiro- ministro israelense, Ophir Gendelman, fala em seu Twitter de 55.

Os foguetes, que começaram a cair desde as 6h hora local (1h de Brasília), não causaram danos pessoais, embora alguns prédios na área israelense mais próxima a Gaza receberam impactos de estilhaços.

Uma porta-voz do Exército israelense também assinalou que houve "uma resposta" aos projéteis, sem apresentar mais detalhes. Segundo o porta-voz do Ministério da Saúde em Gaza, Ashraf al Qedra, se trata de disparos de tanques israelenses postados na fronteira sudeste da faixa que feriram dois civis.

O ataque de ontem, um bombardeio aéreo contra uma motocicleta, era dirigido - segundo o Exército israelense - contra dois jihadistas "envolvidos em atividades terroristas".

 
Tudo o que sabemos sobre:
Primavera ÁrabeGazaIsraelataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.