Dezenas de mesquitas sunitas atacadas no Iraque

Manifestantes xiitas atacaram dezenas de mesquitas sunitas espalhadas pelo Iraque nesta quarta-feira em retaliação a um atentado a bomba contra um dos templos xiitas mais importantes do país, informaram testemunhas e grupos políticos. Pelo menos dois clérigos sunitas foram baleados e mortos.Segundo o Partido Islâmico Iraquiano, a principal agremiação sunita do país, ao menos 90 mesquitas foram queimadas ou tomadas por militantes xiitas. A maioria dos alvos estão na capital Bagdá ou nas províncias de maioria xiita no sul do país. Homens armados atacaram os templos com rifles automáticos e lançadores de granadas. Em Bagdá foram cerca de 50 alvos, três destruídos com explosivos. As outras mesquitas estavam em áreas predominantemente xiitas nas fronteiras do sudeste da capital.Os xiitas dominaram pelo menos 40 mesquitas sunitas hasteando bandeiras que renomeavam os templos, disse Muthanna Harith al-Dhari, um porta-voz da Associação de Estudantes Muçulmanos Sunitas. Seguidores do clérigo xiita radical Muqtada al-Sadr, que controla a milícia Exército Mahdi, assumiram a maior parte dos ataques contra alvos sunitas. Quatro de seus simpatizantes foram mortos e dezenas feridos em confrontos com seguranças das mesquitas.A violência foi desencadeada depois que duas bombas causaram severos danos ao domo dourado da mesquita de Askariya, na cidade de Samarra, na manhã desta quarta-feira.Esse texto foi alterado às 19h30, com mudança no número de mesquitas atacadas de 60 para 90

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.