Dezenas de milhares protestam contra ameaça de guerra em Roma

Dezenas de milhares de manifestantes participaram neste sábado de uma passeata em Roma contra uma possível guerra dos EUA contra o Iraque. A passeata, liderada pelo Partido da Refundação Comunista, passou pelas ancestrais ruínas romanas e terminou na central Piazza del Popolo. Segundo a polícia, 30.000 pessoas participaram do protesto. Organizadores estimaram que foram 150.000.O líder comunista Fausto Bertinotti fez um irritado discurso à multidão: "Nossas palavras têm de ser inequívocas: Não à guerra! Só queremos paz!" A possível guerra no Iraque não foi a única preocupação dos manifestantes. Houve fortes críticas às políticas do governo de Israel e ao primeiro-ministro conservador da Itália, Silvio Berlusconi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.