Dezesseis pessoas morrem em tiroteios em Karachi

Onda de crimes começou a acontecer depois que dúzias de pessoas, entre elas ativistas da principal força em Karachi, protestaram em diferentes pontos da cidade devido a um assassinato político

Efe,

21 de março de 2011 | 03h50

ISLAMABAD - Dezesseis pessoas morreram e quatro ficaram feridas nas últimas horas em diferentes tiroteios na metrópole de Karachi (sul do Paquistão), onde se registra uma nova onda de violência étnico-política, segundo uma fonte policial.

 

Os fatos aconteceram no domingo, 20, à noite e ao longo da madrugada desta segunda-feira, 21, em vários pontos da metrópole paquistanesa, quando pistoleiros não identificados mataram 16 pessoas, entre elas um agente da polícia, segundo uma fonte policial citada pelo canal privado Geo TV.

 

Esta onda de crimes acontece depois que dúzias de pessoas, entre elas ativistas do partido Muttahida Quami Movement (MQM), principal força em Karachi, protestaram em diferentes pontos da cidade por causa dos assassinatos que aconteceram nos últimos dias, que incluem o de um de seus políticos.

 

As manifestações, nas quais foram queimados pneus e veículos, foram interrompidas por tiroteios de bandidos, segundo asseguraram ao canal Dawn TV várias fontes oficiais.

Tudo o que sabemos sobre:
Karachi, assassinato, violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.