Dezessete presos de Guantánamo são libertados

Dezesseis afegãos e um iraniano libertados após anos presos na prisão americana de Guantánamo, Cuba, chegaram no Afeganistão nesta quinta-feira. Os 16 afegãos apareceram em coletiva de imprensa junto com Sibghatullah Mujaddedi, chefe da comissão de reconciliação, que assiste a libertação de presos de Guantánamo e da prisão dos EUA em Cabul, na base militar de Bagram. Mejadi disse que muitos dos detidos passaram até quatro anos em Guantánamo. Ele afirmou que "a maioria" dos presos afegãos são inocentes e foram entregues ao Exército dos EUA por outros afegãos devido a disputas pessoais. O prisioneiro iraniano, que também chegou no Afeganistão na quinta-feira, havia sido entregue ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.