Dia de São Patrício se estendem aos EUA

As celebrações pelo Dia de São Patrício (St. Patrick´s Day) se espalharam pelos EUA, lideradas pela mais antiga e maior parada, interrompida por um minuto de silêncio em memória dos mortos da cidade vítimas do terrorismo.Enquanto as gaitas de fole tocavam os primeiros acordesdo "God Bless America" ("Deus Salve a América"), milhares de participantes da marcha e centenas de milhares de espectadores ao longo da Quinta Avenida olharam no sábado em silêncio para o lado sul da cidade, onde estavam as torres gêmeas do World Trade Center. A parada, como outras através do país, foi marcada porpequenos mas tocantes tributos às vítimas, mas isto não impediu que o clima da festa fosse contaminado pelo tradicional bom-humor dos irlandeses.O presidente americano, George W. Bush, desfilou ao ladodos políticos e bombeiros de Chicago, uma cidade tão irlandesa que até o rio local tornou-se verde para a ocasião. Na Irlanda, país que tem São Patrício como padroeiro, aparada principal aconteceu na capital, Dublin, mas - pelaprimeira vez - sem a presença da presidente irlandesa, MaryMcAleese, que participou da celebração em Nova York. Os organizadores calcularam que cerca de 500.000 pessoasacompanharam a marcha entre a St. Patrick´s Cathedral, acatedral que homenageia o padroeiro, do lado sul da cidade, até a Praça Parnell, do lado norte. Bandas dos EUA, Alemanha e Noruega acompanhavam o desfile. Em Londres, milhares de pessoas ocuparam as ruas paraparticipar do festival de São Patrício e assistir na TrafalgarSquare ao espetáculo de música e dança irlandesas. O prefeito de Londres, Key Livingstone, disse que acelebração era um reconhecimento à contribuição do povo irlandês à cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.