Dia dos atentados era o Dia Internacional da Paz

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Kofi Annan,lembrou hoje uma terrível ironia: 11 de setembro, que vai para ahistória pelos ataques terroristas contra os Estados Unidos, eratambém o Dia Internacional da Paz.Desde 1981, o dia de abertura da Assembléia Geral da ONU - olocal de reunião das nações do mundo - tem sido observado como oDia Internacional da Paz. Desde 1955, a abertura também écelebrada com um sino da paz sendo tocado nos jardins da sede daONU em Nova York.Este ano, entretanto, a abertura da Assembléia Geral naterça-feira foi postergada devido aos ataques terroristas - e oDia Internacional da Paz transformou-se num dia de tragédia. O sino da paz, doado pelo governo japonês, foi tocada nasexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.