Diálogo de reconciliação entre Hamas e Fatah termina sem avanços

Entrave entre facções palestinas atrapalha avanços no processo de paz com Israel

Efe

11 de novembro de 2010 | 10h42

CIDADE DE GAZA - As conversas de reconciliação que transcorriam entre representantes dos dois principais movimentos palestinos, o islamita Hamas e o nacionalista Fatah, terminaram sem avanços concretos após dois dias de diálogo em Damasco.

 

Os encontros que, se estenderam entre terça e quarta-feira, concentraram-se novamente nos assuntos de segurança, um problema que Ayman Taha, porta-voz do Hamas, classificou de "complicado". "Não é fácil alcançar um acordo em uma só rodada", disse

 

As relações entre O Hamas e o Fatah estão em uma profunda crise desde que em junho de 2007 as forças do grupo militante tomaram a força o controle de Gaza e expulsaram o Fatah, deixando a Autoridade Nacional Palestina (ANP) dividida em dois governos.

 

Neste momento, a principal divergência é chegar a um acordo de reconciliação nacional que reestruture os corpos de segurança e as atribuições de cada um. O entrave entre as facções palestinas é considerado um fator que atrapalha substancialmente os avanços no processo de paz com Israel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.