Diálogo para renúncia de Saleh tem avanços

Os esforços diplomáticos para pôr fim a meses de crise política e protestos contra o presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, estão avançando, disse ontem um representante da oposição. A maior divergência estaria agora na questão de quem controlaria o Exército durante o período de transição. Os progressos rumo a um acordo ocorrem depois que centenas de soldados da Guarda Republicana, uma força de elite comandada por Ahmed, filho de Saleh, desertaram e se juntaram às manifestações de oposição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.