Diálogo parou há 10 anos

O último processo de paz na Colômbia, conduzido pelo presidente Andrés Pastrana, fracassou em fevereiro de 2002, após quatro anos de diálogo. Ao longo da negociação, Bogotá concordou em desmilitarizar a região de San Vicente del Caguán, no sul do país, que rapidamente tornou-se um dos redutos dos guerrilheiros. O poder das Farc cresceu, assim como a força de grupos contrários a qualquer diálogo com a guerrilha - movimento que levou à eleição de Álvaro Uribe, em 2002. Outras tentativas de acordo haviam sido feitas nos anos 80, incluindo uma anistia, mas fracassaram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.