Martial Trezzini / Keystone / AP
Martial Trezzini / Keystone / AP

Diamante rosa de 18,9 quilates é vendido por US$ 50 milhões em leilão da Christie's

Segundo leiloeiro, peça foi descoberta há quase um século na África do Sul e arrematada pela joalheria americana Harry Winston

O Estado de S.Paulo

14 Novembro 2018 | 07h01

GENEBRA - Um diamante rosa de 18,9 quilates foi arrematado nesta terça-feira, 13, por quase US$ 50 milhões - um recorde por quilate para uma pedra desta cor - em um leilão da casa Christie's em Genebra.

Segundo o leiloeiro Rahul Kadakia, o diamante, descoberto há quase um século na África do Sul, foi arrematado pela joalheria americana Harry Winston, que pertence ao grupo suíço Swatch.

O "Pink Legacy", que estava avaliado entre US$ 30 e 50 milhões, foi imediatamente rebatizado por seu comprador como "Winston Pink Legacy".

O valor de "US$ 2,6 milhões por quilate é um recorde mundial por quilate para um diamante rosa", ressaltou François Curiel, responsável pela Christie's na Europa. "Para mim, esta pedra é o Leonardo da Vinci dos diamantes."

O recorde anterior de preço por quilate pertencia ao "The Pink Promise", um diamante rosa com formato oval de pouco menos de 15 quilates, vendido em novembro de 2017 em Hong Kong por US$ 32,48 milhões, o equivalente a US$ 2,17 milhões por quilate.

O diamante rosa leiloado nesta terça - qualificado como "fancy vivid", o maior grau de intensidade na escala de cor -, pertencia à família Oppenheimer, que dirigiu durante várias décadas a empresa de mineração De Beers.

Os diamantes do tipo "fancy vivid" de mais de dez quilates são praticamente desconhecidos nas salas de leilões. Eles integram a categoria IIa, com pouco ou nenhum rastro de nitrogênio, característica reservada a menos de 2% dos diamantes. Os IIa são os mais puros quimicamente, apresentando geralmente "um brilho e uma transparência excepcionais", lembrou a Christie's.

O "Pink Legacy" foi lapidado provavelmente nos anos 1920, segundo Jean-Marc Lunel, especialista internacional de joalheria da Christie's. O diamante rosa era a atração principal do leilão de alta joalheria da casa, que arrecadou mais de US$ 110 milhões, de acordo com a porta-voz Alexandra Kindermann. / AFP

Mais conteúdo sobre:
diamanteleilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.