Diário contrário ao governo de Ruiz volta a abrir em Oaxaca

Grupo sindical aliado ao governo do estado de Oaxaca anunciou na segunda-feira que encerrará o bloqueio de um ano e meio aos escritórios do diário Notícias, jornal que foi crítico das autoridades estatais. A tomada das instalações foi interpretada por grupos da imprensa como uma tentativa de silenciar o diário.Funcionários da Confederação Revolucionária de Trabalhadores e Campesina (CROC) começaram a entregar os escritórios do Notícias, localizadas no centro da cidade, ao presidente do jornal ao indicarem que a greve havia terminado. Os supostos grevistas se retiraram. Para David Aguilar, representante sindical, a greve atingiu seus objetivos e a CROC atuou dentro da lei. A Confederação Revolucionária tecnicamente representa os trabalhadores do jornal, porém nenhum dos 100 empregados apoiou a greve, na qual ativistas não pertencentes ao sindicato de jornalistas montaram barricadas em frente aos escritórios e evitaram a entrada dos funcionários.A greve foi supostamente convocada para exigir aumentos de salários, mas muitos a interpretaram como uma vingança política contra o diário por suas críticas ao governador do estado Ulises Ruiz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.