Dick Cheney recebe alta após insuficiência respiratória

O vice-presidente americano, Dick Cheney, recebeu alta do Hospital da Universidade George Washington, na capital americana, onde esteve internado durante a madrugada, aparentemente, devido aos efeitos colaterais causados por um remédio, informaram fontes governamentais. Cheney, que completará 65 anos no final deste mês, sofreu quatro ataques cardíacos, tem um quádruplo desvio coronário, passou por duas angioplastias e carrega um marca-passo. O eletrocardiograma realizado nesta madrugada, no entanto, mostrou que o vice-presidente não sofre de problemas no coração.Um comunicado do escritório da Vice-Presidência indicou que "osmédicos determinaram que (Cheney) estava retendo fluidos comoresultado do remédio antiinflamatório que tomava por um problema emum pé".Na sexta-feira passada, durante uma apresentação com militares,Cheney foi visto com uma bengala. Os médicos submeteram "o vice-presidente a um tratamento com um diurético e espera-se que retorne a sua casa hoje mesmo", acrescentou o comunicado. Retenção de fluidos e dificuldades respiratórias são alguns dos efeitos colaterais causados por remédios antiinflamatórios.A porta-voz de Cheney, Lea Anne McBride, disse que ovice-presidente americano foi levado ao hospital às 3h, quando sequeixou de dificuldades para respirar. Segundo McBride, o problema que Cheney teve em seu pé não está relacionado a uma cirurgia realizada em setembro para resolver aneurismas na parte de trás dos dois joelhos do vice-presidente.Cheney, um ex-membro do Congresso e ex-chefe do Pentágono durantea primeira Gerra do Golfo (1991), desempenha na atual administraçãodo presidente americano, George W. Bush, um papel muito mais ativoque o desempenhado por outros antecessores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.