Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Dilma e Patriota parabenizam Hugo Chávez pela reeleição

Brasileira afirmou que país está pronto para colaborar com a Venezuela a construir uma América do Sul mais justa

Estadao.com.br,

08 de outubro de 2012 | 18h18

Texto atualizado às 20h04

RIO DE JANEIRO - A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, conversou nesta segunda-feira, 8, com o presidente reeleito na Venezuela, Hugo Chávez, e elogiou a eleição no país, marcada por alto índice de comparecimento às urnas e baixo número de votos nulos. Na conversa, Dilma reafirmou que o Brasil está pronto para colaborar com a Venezuela na construção de uma América do Sul mais justa e igualitária, "mediante o fortalecimento dos mecanismos bilaterais e de integração regional".

Veja também

linkChávez telefona para Capriles e pede 'união nacional'

linkApesar de derrota, oposição a Chávez ganha terreno na Venezuela

blog Chávez nunca será um líder democrata como Mandela 

Chanceleres

Os chanceleres do Brasil, Antonio Patriota, e do Chile, Alfredo Moreno, também felicitaram o presidente Chávez por sua terceira reeleição. Segundo Patriota, a votação no país vizinho é um momento de celebração da democracia. Ele elogiou a tranquilidade e a liberdade do processo eleitoral, e lamentou os episódios isolados de violência.

"O importante é a suavidade do processo e o reconhecimento sem qualquer questionamento", disse Patriota, acompanhado do chanceler chileno, que está em visita ao Brasil, numa alusão a forma como o opositor Henrique Capriles aceitou a derrota nas urnas. Patriota disse ainda que telefonou para o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, para parabenizá-lo pelo resultado.

Já Moreno destacou o exercício democrático 'impecável' na Venezuela, que representa um novo passo em direção à democracia na América Latina. "A democracia é o melhor sistema criado para dirigir os países", disse o ministro chileno.

Patriota e Moreno fizeram estas declarações durante a inauguração de um seminário sobre as relações bilaterais entre Brasil e Chile, que ocorre no Rio de Janeiro.

Com Efe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.